sexta-feira, 1 de maio de 2009

Constantin Stanislavski

1) Como o se ajuda no ato criativo?
Após a leitura do texto "Estética Teatral" e assintir ao documentário "O século de Stanislavisk" pude fazer uma análise de como se dá o ato criativo. O ser humano é dotado de capacidades que ajudam na criação, a inteligência, a intuição, estão interligadas nesse processo.
Partindo do pensamento de Stanislavisk “De facto, nenhuma técnica artificial pode rivalizar com as maravilhas que opera a natureza”. De fato inspiração é algo que não depende somente de técnicas artificiais, a natureza é o mecanismo mais forte que um ator precisa para dar vida a uma personagem. Mas acredito também que as técnicas artificiais são importantes para o ato criativo, pois primeiramente o ator precisa estudar a sua personagem conscientemente para conhecê-la e depois cria-la com a ajuda do subconsciente.
Dizia Stchepkine ao seu aluno Choumski “Pouco importa que a vossa interpretação seja boa ou má o importante é que seja verdadeira e para isso deve ser acurada, lógica, coerente; deveis pensar, lutar, sentir e agir em comunicação com a vossa personagem”. O teatro é uma representação e para representar é preciso estar preparado para viver outra vida como se fosse a sua e para expressar verdade é preciso fazer uso de todos os subsídios que estão ao nosso alcance seja conscientemente ou inconscientemente.
O ambiente físico, as emoções, os sentimentos determinam como será o personagem por isso o ator tem que saber criar a personagem de uma maneira intensa e coerente com sua história de vida, para exprimi-la com toda a plenitude e beleza da natureza interior e exterior, para que assim possa interpretá-la com a toda a perfeição de um espírito humano.

2) O que mais te impressionou no filme?

Conhecer Constantin Stanislavisk já foi muito interessante, pois não conhecia o trabalho deste ator e encenador russo de princípios naturalistas que foi fundador do Teatro de Moscovo. A sua preocupação na formação do ator, transmiti toda a sua paixão pelo teatro, foi o primeiro a dar para arte um significado psicológico, para ele interpretar era interpretar com realismo, com expressividade intensa de corpo e alma. Atuar era dar vida ao personagem aproximando-o da vida real, uma ação que necessitava de muito treinamento e técnicas que ajudassem o ator a controlar a si mesmo.
As suas teorias e métodos práticos foram de grande importância para outros artistas que até hoje seguem e se inspiram em seus métodos e técnicas. A formação do ator e a constituição do personagem era o seu enfoque principal, dramatizar era reunir todas as características reais de um espírito humano de uma forma natural e espontânea, através das feições cotidianas e das abordagens psicológicas tudo isso de forma bem simples na prática, mas com um desempenho perfeito no pauco.Enfim foi de grande importância para mim entender e conhecer um pouco do trabalho deste grande mestre do teatro, de visão completa e abrangente que deixou um legado de informações e conhecimento para todos nós, em especial aos apaixonados pelo teatro que buscam inspiração em suas teorias para um melhor aperfeiçoamento de suas técnicas artísticas.

Nenhum comentário: